Curvelo mudou, mas nem todo mundo gostou disso

Perto de completar 02 anos de mandato da atual gestão, é possível perceber mudanças consideráveis na administração pública de Curvelo-MG.

Assumindo a gestão em janeiro de 2021, pico da pandemia de COVID-19 em todo o planeta, a gestão do Prefeito Luiz Paulo Guimarães (PP) se mostrou eficaz no combate a doença. Curvelo, centro de assistência médica regional, que atende mais de 15 cidades mineiras, pôde suportar todo o caos promovido pelo novo coronavirus com a ampliação dos leitos hospitalares. Os cidadãos curvelanos testemunharam os incansáveis esforços do poder legislativo e executivo da cidade, para que fosse possível chegarmos, na data desta publicação, com casos quase nulos da doença. Mérito também decorrente da campanha de vacinação, que perpetua até hoje.

A “nova” política de unidade traz um legislativo mais acessível, que discute pautas importantes para a população, deixando de lado rixas e demagogias tradicionalmente comuns entre os vereadores. Exemplo disso é a aprovação do novo Plano Diretor, que possibilitou a regularização de diversos imóveis na cidade, gerando equidade e possibilitando moradia digna para todos os curvelanos. Mas essa política de incansável diálogo não agradou todo mundo, principalmente aqueles acostumados a ter as coisas feitas da sua maneira e que historicamente nunca precisaram se esforçar muito para impor as suas vontades. Será que eles realmente acreditam que esse ainda é o melhor caminho?

Com o fim da pandemia e a volta da normalidade, pudemos sentir como se saíssemos da idade média. Seja com a volta dos eventos públicos como a Expô Curvelo ou com a 40ª  edição do tradicional Forró de Curvelo, ou porque a cidade passou a testemunhar a implantação de ferramentas tecnológicas em diferentes áreas da administração pública como no transporte, cultura, saúde e educação. 

Como dizia o professor e filósofo, Leandro Karnal, “MUDAR É MUITO DIFÍCIL, MAS NÃO MUDAR É FATAL”. Mudanças são necessárias para a construção de uma sociedade melhor e estamos longe da perfeição. Muito trabalho ainda precisa ser feito, muitas coisas precisam ser melhoradas e podemos falar disso em outra ocasião. No entanto é possível esperar  mudanças consideráveis para os próximos dois anos que restam desta gestão.

E você, o que espera de Curvelo em 2023? Não deixe de comentar neste artigo.